Música em Tempos de Guerra

Image result for covid 19

Pois é! Estamos passando por um dos mais emblemáticos e desconhecidos momentos do século e a indústria cultural será uma das mais duramente afetadas, já que para diminuir a velocidade de contágio será necessário coibir aglomerações ou seja… eventos.

Profissionais desta área estão, com toda razão, apreensivos. Afinal, este é um cenário que já vem sendo castigado desde que foi considerado ‘inimigo’ do governo. Prêmios e incentivos foram reduzidos e nenhuma política de fomento alternativa foi criada. A chegada do novo vírus Covid 19, que bombardeia a indústria da música a nível mundial, ajuda a criar no Brasil “a tempestade perfeita”, termo usado para indicar um ambiente onde vários fatores independentes colaboram para uma tragédia.

O repórter especial do Nexo Jornal, Camilo Rocha (@camilorocha no Twitter), publicou uma série de tweets com reportagens sobre o assunto que estão sendo publicados pelo Brasil e o mundo. Vale a penar ler um pouco a respeito para entender o tamanho da bronca.

Diversas campanhas estão pipocando pelas redes sociais com dicas sobre como ajudar a diminuir o desastre neste mercado. Não pedir o reembolso de eventos adiados por exemplo, pode ajudar e muito. Outra atitude bacana por parte do público e substituir a ausência de shows consumindo produtos dos seus artistas prediletos.

E os artistas, o que devem fazer?

A primeira atitude a evitar veementemente é boicotar as recomendações das autoridades de saúde. Afinal, é hora de pensar no próximo. Lembre-se que os mais afetados com o vírus serão, no auge da crise, os que tem mais vulnerabilidade física e financeira.

Considere formas de chegar ao seu público que está em casa. Talvez uma boa live, linkada a uma boa estratégia de venda de merch, pode ajudar. Aproveitar este tempo e dar aquele trato na lojinha virtual da sua banda também é válido.

Gerar conteúdo será muito importante. As pessoas precisarão de bom conteúdo pois terão opções de lazer limitadas. Hora de ser criativo e fazer algo com qualidade e algum apelo diferente.

Também é muito importante aproveitar a capilaridade que seu projeto tem para ajudar na propagação de informações sobre o assunto. Pense solidariamente, bole ações, divulgue coisas úteis e mostre que seu projeto entende que é parte de uma comunidade em meio a uma crise nunca vista. Ajude outros músicos, ajude sua equipe, ajude seus vizinhos, seu bairro, seu planeta. Uma banda com mil seguidores pode amplificar um aviso importante.

Não se esqueça também que você como artista cumpre uma função social no mundo. Sua arte traz diversão, leveza, provocações e sensações ao mundo e são imprescindíveis em momentos como este. A vida pode ser melhor com sua música. Use-a. Você não faz belas canções à toa.

E, claro, aproveite o tempo para compor e gravar música nova, se houver condição técnica e financeira para isso. Colaborações, online ou presenciais, estão liberadas, não se esqueça.

Acompanhe de perto a Agência 55 que estamos atentos a toda e qualquer boa oportunidade que pintar para seu projeto.

Sabemos que será difícil principalmente para quem vive de música sem um day job. Mas teremos de respirar fundo, estufar o peito e partir pra cima. Esta guerra nós sabemos que venceremos, só não sabemos quanto tempo teremos de passar no campo de batalha.

por Jota Wagner

Updates:

O portal inglês Resident Advisor incluiu guias e recomendações de outras publicações relacionadas à música. O objetivo é fornecer o máximo de informação possível à comunidade de artistas freelancers.

http://www.residentadvisor.net/news/72243

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s